top of page
  • Foto do escritorCompanhia Cepa Torta

A nova produção da Companhia Cepa Torta está a chegar!


Caixa de Perguntas é o espetáculo teatral de rua que a Companhia Cepa Torta levará à cena nas ruínas do cais do minério, na Mina de S. Domingos, no ano do MALACATE, nos dias 8, 9 e 10 de junho. É um espetáculo que contará com a participação de muitos habitantes da Mina e do seu conhecido grupo coral, para além do elenco de atores profissionais.

Trar-nos-á uma fábula: em pleno séc. XXII, há uma aldeia onde mora um grande mecanismo chamado sem-fim, fonte de prosperidade e felicidade de um povo que habita sempre no presente. Neste grande centro tecnológico os dias são iguais mas nem por isso menos felizes - vive-se sempre agora. Mas num destes dias sempre iguais a aldeia recebe a visita de um estranho forasteiro que tem um simples pedido a fazer-lhes. A partir daí nada será como dantes. Ou aliás, como agora.


Com texto e encenação de Miguel Maia, esta é a maior produção do projeto MALACATE e tem mobilizado diversos habitantes da Mina de S. Domingos nos últimos meses, nas diferentes fases de investigação, criação, construção de figurinos e cenários e ensaios.


A vasta equipa artística tem estado em residência na Mina de São Domingos há vários meses a preparar esta criação com muito entusiasmo e empenhados em fazer com este seja um verdadeiro espetáculo participativo. Para isso, houve um longo período de pesquisa e foram estabelecidos, ao longo destes meses, grupos de trabalho com vários membros da comunidade, incluindo o grupo coral da Mina de São Domingos, que muito generosamente se envolveram nesta criação trazendo as suas memórias, expetativas e principalmente muita energia positiva.


Agora que a estreia se aproxima, os ensaios tornam-se mais intensificam e os nervos já apertam, mas estamos todos certos que este é já um desafio ganho e que a Caixa de Perguntas ficará na memória de todos os envolvidos e de quem se quiser juntar a nós para assistir ao espetáculo que terá lugar num local incrível - as ruínas do Cais do Minério do Complexo mineiro da Mina de S. Domingos e que contará com uma forte componente audiovisual que não deixará ninguém indiferente.


A entrada é livre (mediante lotação do espaço).

RESERVAS: producao.malacate@cepatorta.org | 924 744 056


créditos fotográficos: Sónia Godinho

créditos design : Vasco Maio


Ficha Artística e Técnica

Texto, Dramaturgia e Encenação – Miguel Maia

Apoio à Criação – Sofia Cabrita

Interpretação – Carolina Faias, Telmo Mendes e Tiago Boto

Espaço Cénico – Sara Franqueira, Júlia Ebert

Execução de cenografia - Fernando, Nelo

Figurinos – Maria Luiz

Execução de Figurinos - Margarida Viana

Adereços - Júlia Ebert, Maria Luiz, Sara Franqueira

Desenho e Operação de Luz – Diana dos Santos

Assistente de Desenho de Luz – Manuel Abrantes

Sonoplastia e Música Original – Pedro Freixo

Vídeo – Mário Jerónimo Negrão

Fotografia – Sónia Godinho

Coordenação de Produção – Tatiana Lemos

Produção Executiva – Beatriz Sousa

Diretor Técnico - João Chicó

Técnico luz e som - António Sofia

Apoio à produção - Inês Achando, Susana Lopes

Participantes da Comunidade - Ana Maria Gonçalves, Carolina Álvaro, Conceição Batista, Custódia Lampreia, Idália Rodrigues, Jesuína Santos, Madalena Félix, Fátima Santos, José Pereira Gonçalves, Maria dos Anjos Gonçalves, Reinaldo Batista, Nuno Martins, Camila Duarte, Isabel Campos, Ângelo Duarte, Sofyia Aleksandrovna, Januário Martins, José Braz, Manuel Marques, Manuel Gonçalves, Francisco Correia, José Raposo, José Fabião, Mariano Horta, António Braz, José Alexandre, José Silva, Joaquim Marques, Fernanda Cavaco, Isabel Valente, Maria José Batista

Parcerias - Câmara Municipal de Mértola, Junta de Freguesia de Corte do Pinto, Fundação Serrão Martins


Caixa de Perguntas é um espetáculo inserido no projeto MALACATE - um projeto de intervenção artística multidisciplinar criado especificamente para a Mina de São Domingos (Mértola): um local com marcante passado de exploração mineira, de que é prova o edificado industrial de impressivo valor estético que ainda subsiste.


O MALACATE é financiado pelos EEAGrants, através do Programa CULTURA-”Connecting DOTS”, cujo Operador e Parceiro são respectivamente a Direção-Geral do Património Cultural e a Direção-Geral das Artes da República Portuguesa. O Promotor do projeto é a Companhia Cepa Torta e o parceiro financiador é a Câmara Municipal de Mértola. Outros parceiros do projeto são a Comunidade de Røros e a artista Lise Wulff.




Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Youtube Icon
bottom of page