top of page

Vera Santana

Vera Santana

©Filipe Ferreira

Biografia

Vera Santana, Beja, 1990. Frequentou o Curso de Artes do Espetáculo na Passos Manuel(2009-2012). Estreou-se no cinema em 2015. Trabalhou como atriz no Teatro Municipal Joaquim Benite em Almada (2015-2022). É licenciada na Escola Superior de Teatro e Cinema (2017-2020). Integrou no projecto internacional ECTHEC, com residência artística em San Miniato (Itália) e criou a sua performance "ANAMNESIS".

Em 2020 começou a ilustrar e a vender algumas ilustrações em Portugal e no estrangeiro. Em 2022 foi convidada para a exposição itinerante “SENHORA DE MIM” , por vários municípios alentejanos e, nesse mesmo ano, realizou outra exposição no Festival PÓ SUSPENSO. Em 2023 entrou em dois filmes "LARANJAL" de Jotta dúbio e "ENTRONCAMENTO" de Pedro Cabeleira, nesse mesmo ano escreveu e protagonizou a peça “Virgínia", encenada por Pedro Marujo. Em 2024 criou a sua performance multidisciplinar “SOS",foi selecionada pelo Ciclo Projecções promovida pelo Balleteatro e apresentada no Coliseu do Porto.

Sinopse do Projeto

“PAPOILAS” é uma proposta multidisciplinar que procura promover o desenvolvimento da memória feminina da comunidade da Mina S. Domingos, em Mértola. Desde a recolha de histórias verídicas, a uma exploração de emoções sobre essas memórias que, se vão moldando, consoante os fatores demográficos, até ser explorada através de uma linguagem artística teatral, e finalizada com a experiência da partilha com a comunidade.
O significado do nome da flor “Papoila”, dá o mote para a exploração destes depoimentos femininos sobre as temáticas: celebração, paz, vida, sono, esquecimento e a morte. Que histórias guardam as mulheres que vivem num ambiente desertificado e, que através do fio condutor entre as histórias, possa nascer através de um monólogo onde convergem todas essas mulheres numa só.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Youtube Icon
bottom of page