É já este próximo fim-de-semana que retornamos ao Esta noite grita-se. Iniciamos a 4ª temporada deste festim com o texto "Corpo/Arena" de Joana Bértholo.

Trata-se de um texto desenvolvido no âmbito da bolsa da DGLAB para dramaturgia, e é o mais recente texto de Joana Bértholo. A autora usa aqui o teatro para nos apresentar a ideia do corpo enquanto lugar fronteira da relação nunca fácil com o nosso contexto e com o nosso futuro, através de inspirações estéticas que se dividem entre o absurdo de Samuel Beckett e a violência de Sarah Kane. Nas palavras da autora: «Esta peça conta a história de alguns corpos específicos na sua relação com um corpo contemporâneo (lutas de género, normalização, a sujeição à sociedade de consumo). Também aparece um corpo intemporal: ideais de beleza, pureza, ascetismo, pecado, fome, desejo, sexo e morte.».


Direção de Miguel Maia e Filipe Abreu. Interpretação de Ana Vilela da Costa, José Mateus, Miguel Maia e Victor Gonçalves.


17.Jan.2020 - Palácio das Galveias, 21h30

18.Jan.2020 - Fábrica Braço de Prata, às 21h30

19.Jan.2020 - Biblioteca de Marvila, às 16h00


Duração 1h30m | Classificação M/12

Entre os dias 18 e 22 de Setembro os Cepa Torta fazem uma rentrée em força.

A 18 e 19 estaremos na mostra_T no Teatro Experimental de Cascais com sessões extra do nosso Festim Está noite grita-se. A 18 teremos Bilíngue, de José Maria Vieira Mendes, lido por Patrícia Deus, João Cachola, Leonardo Garibaldi, Miguel Feraso Cabral e Filipe Abreu. No dia 19 é a vez de Cantogas de uma noite de Verão, de David Greig, com Inês Lago, Filipe Abreu e Miguel Maia.

Reservas aqui.


Nos dias 21 e 22 estaremos com o “Estudos sobre o desejo - Tomo 01 - O Barão”, nas Caldas da Rainha, nos Silos - Contentor Criativo.

Reservas aqui.


Apareçam!



Sim, ontem estreámos o nosso novo espetáculo - Estudos sobre o desejo - Tomo 01 - O Barão. Uma proposta artística encenada por Miguel Maia e com a interpretação de Inês Garrido, Isac Graça, Rita Marque e Telmo Mendes. Em cena no Armazém 16, em Marvila, junto ao escritório da Companhia.


A lotação é reduzia e o espetáculo que nos transporta para este lugar estranho em que se cruzam um excêntrico Barão, um zeloso inspetor, a experiência com mescalina de Aldous Huxley e atores em carne viva apoiados pelo trabalho artístico do Mário Jerónimo Negrão, é mesmo a não perder.

Foto: Sónia Godinho

f a l e  c o n n o s c o

SIGA-NOS

NÓS RESPONDEMOS

O QUE DESEJA SABER?

© 2018 COMPANHIA CEPA TORTA | Design by CPP

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • CEPA